CULTURA JURÍDICA
Um guia para entender a Comissão da Verdade
Da Redação - 09/12/2011 - 18h06

 

O livro Pedro e os Lobos – Os Anos de Chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano é imprescindível para quem quer entender a guerra sem regras travada entre as forças de esquerda e a repressão oficial que desaguou na recente criação, pela presidente Dilma Rousseff, da Comissão da Verdade. 

Usando a vida do ex-guerrilheiro Pedro Lobo de Oliveira como fio condutor, a obra traça um detalhado panorama do período que vai da posse de Jânio Quadros, em janeiro de 1961, até o fim do governo João Figueiredo.

Sempre partindo da ótica da guerrilha, nas 640 páginas do livro estão as principais ações armadas empreendidas contra o governo de coturnos e a ação repressiva das polícias políticas que culminou na morte ou no desaparecimento de centenas de brasileiros. Até mesmo episódios pouco conhecidos do grande público, como as Guerrilhas de Três Passos e de Caparaó e uma tentativa frustrada de seqüestro do cônsul norte-americano no Rio Grande do Sul, estão na obra.

Enquanto discorre sobre as nuances políticas e os entreveros travados entre os militantes de esquerda e as Forças Armadas durante os Anos de Chumbo, Pedro e os Lobos conta também a vida ímpar do ex-sargento da Força Pública que resolveu jogar tudo no caldeirão fumegante da guerrilha. E ele tem uma história, por si só, fascinante.

Ex-boia fria, o personagem central de Pedro e os Lobos passa a servente de pedreiro e metalúrgico até ingressar na Força Pública, hoje Polícia Militar. Convertido ao socialismo no final da década de 1950, ele acaba virando um dos homens de confiança de Luís Carlos Prestes, o lendário Cavaleiro da Esperança.

Expulso da corporação em 1964 por força do AI-1, o ex-sargento funda então a Vanguarda Popular Revolucionária, sigla clandestina que irá abrigar o lendário capitão Carlos Lamarca e se torna Getúlio ou Gegê, um dos mais ativos combatentes urbanos da época.  

No vasto currículo de ações de Pedro estão ataques a bancos, invasões de pedreiras, , a invasão do Hospital Militar do Cambuci, o atentado a bomba contra o Quartel General do 2º Exército do bairro paulistano do Ibirapuera e a execução, a tiros, do capitão norte-americano Charles Rodney Chandler.

Capturado no início de 69, Pedro será barbaramente torturado e só não se torna mais um cadáver gerado pela ditadura militar brasileira por muita sorte. E os homens que o barbarizaram no cárcere ainda estão por aí, sem nunca terem sido identificados, julgados  ou condenados.

Por tudo  isso, o lançamento de Pedro e os Lobos vem a calhar nesse momento em que o país se prepara para tirar de debaixo do tapete da História todos os episódios de desrespeito aos direitos Humanos que ocorreram entre 1946 a 1988. 

*João Roberto Laque é jornalista e autor do livro Pedro e os LobosOs anos de chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano

 

 

Direito Internacional Penal

Autores:  Claudia Perrone-Moisés
Editora: Editora: Manole
Quanto:  R$ 68,00
Compre na Livraria Última Instância por R$ 54,40

 

 

 

 

 

O Novo Divórcio

Autores:  Pablo Stolze Gagliano, Rodolfo Pamplona Filho
Editora: Saraiva
Quanto:  R$ 39,00
Compre na Livraria Última Instância por R$ 32,20

 

 

 

 

 

ICMS de São Paulo Questões

Autores:  Pedro Diniz
Editora: Ferreira
Quanto:  R$ 89,00
Compre na Livraria Última Instância por R$ 71,20

 

 

 

 

 

Bioética e Direitos da Pessoa Humana

Autores:  Ana Carolina Brochado Teixeira, Gustavo Pereira Leite Ribeiro
Editora: Del Rey
Quanto:  R$ 88,00
Compre na Livraria Última Instância por R$ 70,40

 

 

 

 

 

 

Pedro e os Lobos – Os Anos de Chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano Pedro e os Lobos – Os Anos de Chumbo na trajetória de um guerrilheiro urbano
Autor:
João Roberto Laque
Editora: Vega
Quanto: R$ 66,00

Compre na Livraria Última Instância por R$ 39,60

Tags: ,
Deixe seu comentário


Apoiadores
Siga a Última Instância