VIOLÊNCIA
MP denuncia por duplo homicídio ocorrido em batizado em Guarulhos
Promotores também pediram decretação de prisão preventiva
Da Redação - 02/03/2014 - 18h38

O Ministério Público de São Paulo ofereceu, nesta quinta-feira (27/02), denúncia (acusação formal) à Justiça contra um homem pelas mortes da ex-esposa e do companheiro dela. A promotoria também pediu sua prisão preventiva.

Os dois foram mortos durante a cerimônia de batismo do filho de Pedro e sua ex-esposa, realizada na manhã do último dia 16 de fevereiro, em uma igreja no Parque Jurema, em Guarulhos.

De acordo com a denúncia, o acusado disparou vários tiros contra a ex-mulher e o companheiro dela, atingindo ainda três pessoas que assistiam à cerimônia. Ele estava separado da esposa há dois anos e também proibido de se aproximar do antigo lar conjugal por decisão judicial. Mesmo sem ser convidado, participou da cerimônia religiosa e chegou a conversar com membros da família, antes de sacar uma arma e começar a atirar.

O homem foi denunciado por dois homicídios triplamente qualificados (motivo torpe, uso de meio que provocou perigo comum e mediante dissimulação).

Deixe seu comentário

Apoiadores

Siga a Última Instância