CONSULTAS PÚBLICAS
Maconha é aprovada e pena de morte mantida em estados dos EUA
Uso da droga para fins recreativos já é aceita em oito estados; aumento de salários mínimos e rejeição a impostos também foram votados
Agência Brasil - 09/11/2016 - 17h35

Os norte-americanos aprovaram legalizar a maconha para fins recreativos, manter a pena de morte e aumentar o salário mínimo nas consultas públicas que foram realizadas em vários estados, junto com a eleição presidencial.

A legalização da maconha foi aprovada na Califórnia, com 56% dos votos, em Massachusetts, com 53,5% e em Nevada, com 54%. Em Maine, o apoio estaca em 50,4%, com 88% dos votos apurados. Já o Arizona, o quinto estado que levou a medida às urnas na terça-feira (8/11), rejeitou 52% dos votos, segundo a agência de notícias EFE.

A pena de morte foi mantida na Califórnia e em Nebraska. Também foram aprovados aumentos do salário mínimo e rejeitados aumentos de impostos em diversas unidades federativas dos Estados Unidos.

Centros de pesquisa como o Instituto Brookings alertam que a legalização da maconha tem consequências internacionais importantes, porque questionam a validade dos tratados de drogas da ONU assinados pelos Estados Unidos e sua política global antidrogas.

Confirmando-se a legalização da maconha na Califórnia, Massachusetts, Nevada e Maine, passam a ser oito os estados norte-americanos onde a maconha é legal para fins recreativos, além do Distrito de Columbia.

Tags: ,
Deixe seu comentário


Apoiadores
Siga a Última Instância