AMÉRICA DO SUL
Congresso colombiano ratifica acordo de paz com Farc
Nova versão não passa por crivo popular e inclui propostas dos críticos ao documento original
Agência Brasil - 01/12/2016 - 14h56

O acordo de paz firmado com a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na Colômbia foi ratificado pelo Congresso colombiano, após a aprovação por parte da Câmara dos Deputados na quarta-feira (30/11) à noite, um dia depois de ter passado pelo Senado.

Por unanimidade, os deputados presentes votaram com 130 votos a favor e nenhum contra, ratificando um acordo que põe fim a 52 anos de conflito armado. O texto foi renegociado após o fracasso do referendo de 2 de outubro, marcado pela vitória do "não". A nova versão inclui as propostas dos críticos ao documento original.

O novo pacto mantém aberta a porta da política para os membros das Farc e não enquadra o narcotráfico como crime de lesa humanidade. Além disso, assim como no acerto anterior, não prevê que ex-guerrilheiros cumpram pena em prisões comuns, como defende o ex-presidente Álvaro Uribe, principal voz contrária ao acordo.

Pelo novo tratado, os membros da guerrilha terão cinco cadeiras garantidas no Senado e na Câmara dos Deputados nos próximos dois ciclos legislativos. Além disso, a prática do narcotráfico só não terá anistia caso o combatente a tenha usado para enriquecimento pessoal, item que não estava detalhado no pacto anterior.

O documento também tira a possibilidade de participação de magistrados estrangeiros no Juizado Especial da Paz e determina que bens e ativos em poder das Farc sejam usados para indenizar vítimas do conflito. Estima-se que mais de 260 mil pessoas tenham morrido em 52 anos de hostilidades na Colômbia.

Tags: ,
Deixe seu comentário


Apoiadores
Siga a Última Instância