Fenalaw 2013 -

sexta-feira, 24 de março de 2017

Manutenção de correspondentes confiáveis exige esforços dos advogados

17 de outubro de 2013

Por Sérgio Oliveira

A manutenção de um corpo de correspondentes confiáveis e de qualidade exige esforços de fidelização por parte dos advogados contratantes, defendeu Flávia Malheiros, durante o “Painel da Correspondência: Como estruturar uma Atividade de Correspondência com Altos índices de Qualidade, Back Office e Logística Jurídica de Forma Estruturada”, ocorrido nesta quinta-feira (17/10) na 10ª edição da Fenalaw.

“É um grande desafio: como fidelizar os correspondentes? Não se deve exigir exclusividade, só confiança e disponibilidade. Como? Pagando salários fixos, preferencialmente acima da média do mercado. E remuneração por produtividade? Também, nos casos de advogados que cuidam de um número muito alto ou muito baixo de processos. Mas também nesses casos não se deve exigir exclusividade. Como eles serão fiéis a você? Se você escolher profissional para trabalhar com você, e não revezar”, disse Flávia, que é diretora de negócios e desenvolvimento do Malheiros Advogados Associados e da Malheiros Logistics and Legal Management

Antes de desenvolver um relacionamento com correspondentes, é preciso desenvolver o conhecimento regional em favor dos negócios, afirmou a palestrante. Para isso, são necessárias três práticas. Em primeiro lugar, conhecer pessoalmente o funcionamento do Poder Judiciário no local. Segundo, visitar periodicamente a área de seu trabalho. E em terceiro lugar, ter uma equipe fixa para evitar o turnover.

Leia também
Fenalaw 2013 termina com avaliação satisfatória dos participantes
Gestão de pessoas aumenta rentabilidade de escritórios de advocacia
Thomson Reuters apresenta soluções tecnológicas para o mercado jurídico
Clientes estrangeiros exigem conhecimentos não jurídicos, diz advogada

Para se obter qualidade máxima da prestação do serviço, todas as partes devem estar na mesma página – clientes, advogados e correspondentes. “É preciso aliar pessoalidade à lógica. Não basta mais fidelizar clientes, é preciso encantá-los. Como? Via encontros e treinamentos. Restaurantes típicos, eventos. É preciso aliar inteligência emocional à lógica, combinar humanas com exatas”, finalizou Flávia.

Fenalaw 2013

Centro de Convenções Frei Caneca
São Paulo-SP
15, 16 e 17 de outubro de 2013
Para mais detalhes, acesse o site da Fenalaw.

Tags: , , ,

Comentários